Image by Matt Hardy

Tudo sobre as marés

Atualizado: Jan 11

Como funcionam as marés?


As marés são o movimento vertical periódico de subida e descida das águas do mar em resposta às forças de atração gravitacional exercidas pela Lua e pelo Sol sobre o oceano, combinadas à rotação da Terra.


As marés são geradas pelos astros, principalmente a Lua e o Sol, por isso são chamadas de marés astronômicas.


A Lua atrai a superfície do oceano formando uma elevação de água em sua direção. Por outro lado do planeta, a força centrípeta resultante do movimento da Terra gera uma outra elevação na direção oposta. O que resulta em duas elevações de marés simultâneas, uma acompanhando a Lua no céu e outra no lado oposto.


O Sol produz um efeito similar, porém, como ele está muito mais distante de nós do que a Lua, sua influência sobre as marés equivale a metade da influência da Lua. Portanto, as elevações geradas pelo Sol são menores.


A medida que a Terra gira ao redor do seu eixo, ou seja, à medida que o Sol e a Lua passam pelo céu, essas elevações viajam pelo oceano gerando marés altas seguidas de marés baixas.


Na prática, as marés giram em torno do ponto anfidrômico. Falamos mais sobre isso <aqui>.



Quanto tempo demora a maré?


Não é evidente, mas as marés são ondas, as ondas mais compridas do oceano.


O comprimento de onda da onda de maré, ou seja a distância entre duas "marés cheias" é de metade da circunferência da Terra. E, o período - que é o tempo entre duas marés cheias sucessivas - gira em torno de 12 horas e 25 minutos.


Isso significa que se a maré está cheia agora, aproximadamente daqui a 6 horas e 12 minutos, aproximadamente, ela vai estar seca e 6 horas e 12 minutos depois ela vai estar cheia novamente, e assim sucessivamente. Resultando em duas marés cheias e duas marés secas por dia. Isso é válido para lugares onde as marés são semi-diurnas (dois ciclos de maré por dia), o que engloba a maior parte da costa do Brasil, com exceções na costa sul.


Como o dia lunar são de 24 horas e 50 minutos, a cada dia, o ciclo de maré se atrasa cerca de 50 minutos com relação ao dia anterior.



O que são marés grandes e marés mortas?

Mudanças no posicionamento dos astros geram variações no comportamento da maré. Uma das principais variações na amplitude das marés acompanha as fases da Lua.


Na Lua cheia e na Lua nova o Sol e a Lua estão alinhados. Por isso, ocorre um somatório das forças de atração, gerando maiores amplitudes de maré, chamada de maré grande ou maré de sizígia.


Na Lua crescente e minguante, o Sol e a Lua estão em ângulo reto. Portanto, a maré gerada apresenta amplitudes menores, conhecida como maré morta ou maré de quadratura.


Existe uma infinidade de variações no comportamento das marés, mas algumas são muito mais expressivas do que outras.



O que é a superlua e seu efeito sobre as marés


SuperLua

Quanto mais perto o Sol e a Lua estão da Terra, maior é a força de atração sobre o oceano e maior é a amplitude da maré.


A órbita da Lua é aproximadamente elíptica e a Terra não está no seu centro. Por isso, ao longo do mês lunar, a Lua pode estra mais próxima ou mais distante da Terra.


PERIGEU

Uma vez por mês, a Lua está mais perto da Terra. A amplitude da maré nesse período fica 20% maior.


APOGEU

Duas semanas depois a Lua está em seu ponto mais distante da Terra e a amplitude da maré fica 20% menor que a média.


O ciclo apogeu-perigeu dura cerca de 28 dias, e não depende da fase da Lua.


Eventualmente, o perigeu ocorre na Lua cheia e vemos uma Lua maior que o normal. Esse fenômeno é chamado de SUPERLUA e gera uma maior amplitude da maré.



O que é a maré de março?

Maré de Março

Quando o Sol se encontra diretamente acima da linha do Equador, ocorrem os equinócios de outono e de inverno.


Esse alinhamento, além de marcar a mudança de estações, intensifica a força de atração sobre o oceano, aumentando a amplitude da maré. Ou seja, a maré seca fica mais baixa e a maré alta fica mais alta.


As marés de março, também chamadas de marés equinociais, são geradas quando o Sol se encontra diretamente acima da linha do Equador, o que ocorre durante os equinócios de primavera (em setembro) e de outono (em março).


Esse fenômeno pode ser amplificado ou reduzido quando combinado a outros movimentos da maré, como maré grande e maré morta ou perigeu e apogeu da lua. 


Se coincidir de acontecer uma maré equinocial, no perigeu e em maré grande - como nas superluas - o fenômeno será ainda maior!


Marés meteorológicas


Além disso, condições climáticas, como a velocidade e a direção dos  ventos, podem alterar o nível do mar, aumentando, diminuindo, adiantando ou atrasando as marés previstas nas tábuas de maré, que são geradas pelos astros.


Por exemplo, ventos muito fortes em alto mar podem empurrar grandes quantidades de água para a costa, fazendo com que o nível do mar suba acima do normal. Estas são as marés meteorológicas, mais conhecidas como ressacas marinhas.

Baixe nosso pôster sobre as marés <clicando aqui!>


Escrito por Mariana Thévenin⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

FONTE

Garrison, T. (2010). Fundamentos de Oceanografia. Tradução da quarta edição norte-americana. São Paulo: Cengage Lerning.

Open University. (2008). Waves, tides and shallow- waters processes. The Open University.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

.mais vistos.