• Facebook Oceano para Leigos
  • YouTube Oceano para Leigos
  • Instagram Oceano para Leigos

Oceano para Leigos © 2016-2019.  Criado por Mariana Thévenin.

    O que proteger primeiro?

    Fornecer, de maneira rápida e objetiva, as informações necessárias para o #planejamento das ações de resposta a vazamentos de #óleo mais efetivas – esse é o objetivo geral das Cartas de Sensibilidade Ambiental ao Óleo (Cartas SAO). As cartas SAO auxiliam na redução dos impactos ambientais causados por vazamentos de óleo e orientam os esforços de contenção, limpeza e remoção do óleo, por meio da identificação i) da sensibilidade dos ecossistemas costeiros e marinhos, ii) de seus recursos biológicos e iii) das atividades socioeconômicas nas áreas mapeadas.


    Essas cartas classificam a linha de costa de quase toda a costa do Brasil de acordo com o Índice de Sensibilidade do Litoral (ISL) que varia em uma escala de 1 a 10, sendo quanto maior o índice maior a sensibilidade. Conforme mostram as imagens (arraste para a esquerda). Podemos ver que os ambientes mais sensíveis (em vermelho e laranja) são os manguezais e planícies lamosas - encontrados principalmente nas baías e rios - e os recifes de coral que bordejam a costa. Esses ambientes exigem medidas prioritárias e especiais para a proteção e preservação do meio ambiente.

    Entre outras características, esses ambientes apresentam: - Elevada importância biológica; - A remoção natural do óleo ocorre de forma extremamente lenta, pois são abrigados da ação das ondas e, as estruturas vivas, como raízes de mangue e corais, funcionam como armadilhas de retenção de óleo; - A lama e a dificuldade de acesso tornam a limpeza, muitas vezes, impraticável e as tentativas de limpeza podem introduzir o óleo nas camadas mais profundas e agravar o dano.


    Fonte: Atlas de Sensibilidade Ambiental ao Óleo das Bacias Marítimas da Bahia


    📷: @gmussiluz